Clube Naval de Cascais 80 years

PortuguêsEnglish (UK)
 
 
Tuesday, 12 February 2019 15:53

Boas Vindas CNC

Mensagem do Presidente

       Gonçalo Esteves

Estimados Sócios,

 

 

 

A maioria de vós lerá estas linhas já passado o muito apetecido período das Festas. Uma época, por norma, em boa
parte, dedicada a família e aos que nos são mais próximos – e ainda bem! Mas, também, um tempo habitualmente
aproveitado para fazer um balanço do ano acabado de terminar, e para perspectivar aquele que se inicia.

Fazendo fé na máxima de que a tradição é para cumprir, não enjeitarei o ensejo de aqui cumpri-la nesta matéria, e no
que ao Clube Naval de Cascais diz respeito. Começando por afirmar, sem pejo, e com ineludível orgulho, que o saldo
de 2022, para as nossas cores, dificilmente poderia ter sido mais positivo. Para mais tendo sido este o primeiro ano,
após o dramático e inesquecível hiato forçado pela pandemia que assolou o mundo, de má memória para todos, em
que o CNC pôde levar a cabo, sem restrições, todas as iniciativas inscritas no seu sempre muito preenchido plano de
actividades.

Um ano, por isso, especialmente rico quer em termos desportivos, quer no plano social – e, até, no da formação. E
foram tantos os eventos realizados, em qualquer desses domínios, que não só espaço de que aqui disponho seria
insuficiente para elencá-los a todos, como essa tarefa teria um resultado, muito provavelmente, fastidioso para os
muitos leitores da nossa revista Hippocampus. Que, refira-se, a propósito, e nunca é demais realçá-lo, continua de
vento em popa, à beira de comemorar as suas primeiras quinze primaveras, no mesmo ano em que o CNCascais
celebrará o seu 85º aniversário – efemérides que não deixarão de ser condignamente assinaladas, com (boas)
surpresas no horizonte.

Relativamente ao desempenho do CNC no plano desportivo, não me é possível deixar de evocar, uma vez mais, que,
em 2022, fomos merecedores da confiança para organizar nada menos do que cinco competições de grande dimensão
internacional, entre Campeonatos do Mundo e Campeonatos da Europa. Relembro o êxito que foi a Cascais 44 Cup, ou
não continuasse a ser o circuito dos RC44 um dos melhores do globo destinados a barcos one-design. Foi, obviamente,
uma honra voltarmos a ser eleitos para organizar o Mundial das 52 Super Series, o Rolex TP52 World Championship,
um dos mais reputados e emblemáticos circuitos do calendário da vela a nível mundial, protagonizado pelos que
continuam a ser considerados os “Fórmula 1 dos mares”.

Mas há mais. Comprovando o eclectismo do Clube Naval de Cascais, inclusive no plano organizativo, foi, ainda, nas
nossas águas que decorreu o Campeonato do Mundo de Snipe, um barco e uma classe que privilegiam tanto a vertente
física como a destreza e a competência técnicas, por isso abarcando velejadores das mais distintas faixas etárias.
Numa vertente mais clássica, ou mesmo histórica, foi, do mesmo modo, em Cascais que teve lugar a edição de 2022 do
Campeonato da Europa da Classe 6m, no qual, por muito pouco, o Seljm, do nosso Comodoro Honorário, Patrick
Monteiro de Barros, não conquistou o ceptro, tendo a formação totalmente portuguesa que contentar-se com o mais do
que honroso título de Vice-Campeões da Europa, o mesmo que assegurou no Troféu do Rei, uma das mais
emblemáticas provas organizadas pelo CNC, e que, por sinal, foi, este ano, e pela primeira vez, disputada na Classe
6m. Por fim, mas não menos importante, os evoluídos, e sempre muitos velozes, catamarãs M32 também de
deslocaram ao Clube Naval de Cascais para disputar o Campeonato do Mundo desta classe, em que os vencedores
acabaram por alcançar um feito verdadeiramente histórico.

Permitam-me relembre aqui, também, o Mirpuri Foundation Sailing Trophy, uma prova que está na rota perfeita para
converter-se num dos mais importantes eventos do calendário internacional da vela. E, ainda, que todo este sucesso
desportivo não terá deixado de contribuir para engrandecer o prestígio do CNCascais nesta matéria, por sua vez
decisivo para o reforço da ligação entre a Rolex e o Clube Naval de Cascais, fundamental para seu o desenvolvimento,
e uma distinção que muitos ambicionam, mas que raros são aqueles aos quais é concedida. A encerrar este capítulo,
um mais do que merecido destaque para o título de Campeão do Mundo de SB20 alcançado na Irlanda por José Paulo
Ramada, velejador do CNC, sócio do CNC, e membro da Comissão Executiva do CNC – em nome do CNC:
PARABÉNS!

Muito nos alegrou, ainda, que, enfim, a agenda social do CNC, em 2022, tenha podido voltado a ser digna dos seus
(re)conhecidos pergaminhos neste particular. Assim, e depois de dois anos de interregno forçado, voltou a realizar-se o
Jantar dos Novos Sócios, em que foram agraciados os mais de cem, das mais variegadas nacionalidades, origens e
culturas, que, desde o final de 2019, decidiram passar a fazer parte da família do Clube Naval de Cascais. Regresso,
ainda, do Jantar dos Vinhos, este ano protagonizado pelos primeiros lançamentos do Monte das Herdades, um novo
produtor que promete, a breve trecho, ocupar um lugar de destaque no panorama vitivinícola nacional e, quiçá, também
internacional. E tudo isto não esquecendo o Jantar do Leitão; e, porventura mais importante, o regresso da festa Bye
Bye Summer, aquela que encerra, oficialmente, a época de Verão em Cascais, e que este ano trouxe até ao CNCascais
mais de dois milhares de pessoas – e que bom foi poder voltar a ver tantos e tantos reunidos, divertindo-se até altas
horas da noite, já sem o espectro da doença a ensombrar o inato, e tão saudável, instinto gregário do ser humano!
Os mais jovens terão ainda de esperar pelo seu tempo para usufruir dos encantos da diversão nocturna. É a lei da
vida… Mas nem por isso alguma vez foram esquecidos pelo CNCascais, como bem o espelha a extraordinária afluência
registada pela nossa Escola de Vela, patrocinada pela Mirpuri Foundation. Neste ponto, menção especial para os
cursos de verão, cuja adesão superou mesmo as melhores expectativas, demonstrando que a vela, em Cascais, está
bem, recomenda-se e tem um auspicioso futuro pela frente.

E, por falar em futuro, não há como não deixar uma palavra para os planos do CNC para 2023. Para já, não quero
revelar muito. Mas sempre posso adiantar que tudo será feito para que o próximo ano seja, pelo menos, tão bem-
sucedido quanto o de 2022. E que podemos todos contar com novidades tão substantivas e determinantes, quanto
inesperadas, para o futuro do nosso clube. Que seja, para todos, um tão feliz quanto próspero Ano Novo!

 

 

 

Published in Clube CNC

O CNC é membro de

ICOYC Logo Rodape